A deposição de zinco-níquel se estabeleceu nos últimos anos como o padrão ouro para a proteção contra corrosão de peças de aço em várias indústrias. O zinco-níquel alcalino em particular é inigualável no seu desempenho e sustentabilidade, devido às baixas concentrações de metais no banho, à distribuição superior de metal e liga e, como consequência, à proteção contra corrosão muito confiável. É assim que o revestimento de zinco-níquel, por si só, ajuda a tornar a proteção contra a corrosão mais ecológica, eliminando materiais tóxicos, como o ácido crômico ou o cádmio, necessários para obter o mesmo desempenho.

A COVENTYA fez outra contribuição para melhorar a sustentabilidade da tecnologia de zinco-níquel, desenvolvendo uma tecnologia de membrana porosa única e protegida por patente, conhecida como „3S“. A separação dos anodos do banho de revestimento evita a formação de produtos de oxidação indesejados que diminuem a eficácia do processo de revestimento e também podem ser tóxicos (como, por exemplo, o cianeto).

A primeira geração de anodos de membrana para revestimento de zinco-níquel foi desenvolvida há mais de 20 anos e foi usada como membranas de troca iônica. Essa tecnologia mostrou o potencial do conceito de separação anódica, mas também teve algumas desvantagens na operação contínua, como a transferência indesejada de água ou hidróxido. Os novos anodos de membrana porosa evitam essa transferência indesejada. Em contraste, eles mostram um efeito colateral positivo removendo carbonato e sulfato do eletrólito de revestimento que ocorre naturalmente na operação e pelo reabastecimento, dando assim ao banho de revestimento uma vida útil praticamente infinita no mais alto nível de desempenho. A consistente alta eficiência de corrente resultante, também reduz significativamente a demanda de energia para deposição e resfriamento. Mais de 50% de energia pode ser economizada em uma base comparativa. Outra importante contribuição ecológica é o desperdício drasticamente reduzido, uma vez que não é necessário sangrar e alimentar ou congelar, etc., para manter a produtividade.

Os anodos de membrana COVENTYA 3S estão funcionando dia-a-dia em cerca de um milhão de litros de eletrólito de zinco-níquel, proporcionando proteção contra corrosão ecologicamente correta e altamente eficiente em todo o mundo.

Volta
Compartilhe este artigo: